25/02/2021:

Contra reestruturação do BB, mais atos das lideranças sindicais


Continuando a sequência de atos de protesto contra a reestruturação do Banco do Brasil e a demissão de mais de 5 mil funcionários da instituição, a UGT-PE, a Feeb-AL/PE/RN, o Seeb Goiana e Região e com o apoio do Seeb Jaboatão dos Guararapes e Região realizaram manifestações em freente às agências do banco em Aliança, em Timbaúba e em Goiana, cidades na Zona da Mata Norte pernambucana.

Entenda a situação

O objetivo é pressionar o banco para reverter o pacote de reestruturação e o cancelamento do PDV, por entender que no Brasil essas instituições financeiras há décadas são as que mais lucram no País e nem de longe precisam fazer pacotes que reflitam no prejuízo dos trabalhadores do setor.

Exemplificando, só no primeiro semestre de 2020, em plena pandemia de coronavírus, enquanto as empresas estavam de portas fechadas sem faturamento e os trabalhadores em casa vivendo de auxílio emergencial, os bancos obtiveram lucros na ordem de R$ 6 bilhões. Ainda que isso represente uma queda de cerca de 28% em realação ao ano anterior, eles ainda mantêm uma situação bastante confortável que não justifica de forma alguma as demissões em massa, como vem ocorrendo tanto no Banco do Brasil quanto no Bradesco, Santander, Itaú, etc.

Confira mais atos de protesto contra o pacote de reestruturação do BB aqui.